segunda-feira, 31 de dezembro de 2018

Surpresa: Nissan Sentra foi o carro mais vendido na China em novembro



Surpreendemente, sedã médio japonês assumiu a primeira colocação do maior mercado do mundo


Uma prova de que o mercado brasileiro poderia ser mais equilibrado foi o resultado conquistado pelo Nissan Sentra no maior mercado automotivo do mundo. Em novembro, o sedã desbancou por milhares de unidades modelos consagrados aqui, como Corolla, Civic e Jetta, e conquistou a liderança geral. 
De acordo com o Best Selling Cars, o Sylphy, nome do sedã por lá, emplacou 55.040 unidades e assumiu a liderança do gigantesco mercado local pela primeira vez. Além de ser o novo recorde do modelo, esta também foi a primeira vez em que o Nissan ultrapassou a barreira das cinquenta mil unidades. As entregas da versão 100% elétrica equipada com o mesmo conjunto do Leaf contribuiu significativamente para o resultado de novembro.
Para se ter uma ideia do que representa este número impressionante, é pouco menos do que tudo o que o Sentra vendeu em nosso país de 2012 até o final do mês passado (56.128). Mas a liderança não foi folgada: segundo colocado, o SUV Haval H6 ficou atrás por cerca de 800 unidades (54.226). Campeã de vendas em 2017, a minivan Wuling Hongguang (51.117) completou o pódio.

Numa briga que se repete mundo afora, o Corolla levou a melhor sobre o Civic por larga margem: enquanto o Honda foi o 14º, com 22.219 unidades, o Toyota garantiu presença entre os cinco primeiros com 35.037 unidades. Entre os dois, o VW Jetta foi o preferido por 32.317 consumidores.
As vendas de veículos novos atingiram a marca de 2.547.800 unidades em novembro. Apesar de assombroso, este número representa uma retração de 13,9% em relação ao mesmo período do ano passado e o quinto mês seguido de baixas. O acumulado de 2018, de 25.419.700 unidades, é 1,7% menor do que o de 2017. De acordo com a CAAM, associação chinesa de fabricantes, a estimativa é encerrar o ano com cerca de 28 milhões de unidades.