sexta-feira, 24 de setembro de 2021

Nissan Nismo Off Road parts

 























Nissan NISMO Off Road parts to debut at 2021 Overland Expo West

 



September 24, 2021

FLAGSTAFF, Ariz. – Nissan will debut a line of all-new 2022 Frontier NISMO Off Road parts at the 2021 Overland Expo West Sept. 24-26 at Ft. Tuthill County Park in Flagstaff, Ariz.

The list of new parts includes NISMO Off Road 4-inch Lights, a NISMO Off Road Overland Bed Rack, NISMO Off Road Rooftop Tent and NISMO Off Road Performance Exhaust. The parts, some of which are available now (see parts list below for details), can be purchased through Nissan dealers, select NISMO retailers or via NISMOparts.nissanusa.com.

Show-goers can check out the all-new 2022 Frontier with new NISMO Off Road parts at Nissan Booth Q8.

“The all-new 2022 Frontier provides adventurers with an authentic midsize truck built to thrive in off-road and overlanding environments,” said Michael Soutter, vice president, Nissan Aftersales U.S. “The thousands of overlanding enthusiasts at Overland Expo West will see first-hand how these new NISMO Off Road parts can help elevate Frontier to an even higher level of style and capability – and we can’t wait to see them on the trail soon.”

A closer look at the new NISMO Off Road parts

NISMO Off Road 4-inch Lights

  • Driving beam pattern for optimal off-road illumination delivers an output of 3,060 lumens.
  • Dedicated wire to run white back-lighting without primary LEDs.
  • Constructed with robust, waterproof aluminum housings including pressure equalizing vents.
  • Two-amp current draw for minimal impact on vehicle electrical system.
  • Available early 2022 for any Nissan vehicle; specific mounts available for 2022 Frontier, as well as 2005-2021 Frontier, 2005-2015 Xterra, and 2005-2012 Pathfinder.

NISMO Off Road Overland Bed Rack

  • Overlanding rack available in both low and high versions (high pictured) to support multiple uses.
  • Constructed of powder-coated steel with a modular design to adapt to customer needs.
  • Easy attachment to Utili-Track® system or to bed top.
  • Current fitment (high version available now; low version available early 2022) for 2005-2022 Frontier.

NISMO Off Road Rooftop Tent

  • Designed for simple set-up and spacious, comfortable accommodations for two people.
  • Includes thick wall-to-wall mattress with washable cover and three windows for ventilation.
  • Constructed of durable, weather-resistant ripstop polyester canvas with mesh panels for ventilation and includes attached rainfly, travel cover and 6.9-foot adjustable aluminum ladder.
  • Simple attachment to NISMO Off Road Overland Bed Rack or other vehicle roof rack systems.
  • Dimensions: 7.85’ length x 4.6’ width and 4.2’ center height.
  • Total weight: 132 lbs.; static weight capacity: 600 lbs.
  • Available early 2022; fits most vehicles with suitable roof rack or bed rack (check manufacturer’s recommended load capacity).

NISMO Off Road Performance Exhaust

  • Constructed of high-quality polished stainless steel, NISMO cat-back exhaust systems deliver a sporty and deep sounding exhaust tone without excessive cabin noise or droning.
  • Direct bolt-on application using factory mounting hanger locations – no modifications required.
  • Features polished exhaust tip with laser-etched NISMO logo.
  • Available now for 2005-2020 Frontier (2021-2022 Frontier application available early 2022), 2005-2015 Xterra, 2016-2021 TITAN, 2016-2021 TITAN XD.

NISMO Off Road parts that were revealed in 2020 also remain available, including a NISMO Off Road Suspension Kit, NISMO Off Road Bumper, NISMO Off Road Lighting and NISMO Off Road AXIS Wheels. For additional information, visit NISMOparts.nissanusa.com.

Nissan Canada leiloa GT-R NFT com uma reserva de $ 280K

 

MISSISSAUGA, ONT - A Nissan Canadá revelou hoje que está leiloando um token 1 de 1 não fungível (NFT), um ativo digital hospedado no blockchain, inspirado no carro esportivo GT-R da marca. O artista canadense Alex McLeod foi contratado pela Nissan para projetar uma obra de arte digital exclusiva com o veículo icônico. O NFT será leiloado com um preço de reserva de $ 280.000 CAD e virá com um bônus - as chaves para um GT-R NISMO Special Edition 2021 em uma cor externa exclusiva Stealth Grey. Colecionadores e entusiastas de carros terão que dar lances no NFT para chegar ao volante deste veículo extremamente limitado. Todos os lucros recebidos pela Nissan Canadá acima da reserva de $ 280.000 serão doados para instituições de caridade após o leilão."O Nissan GT-R é indiscutivelmente um dos nossos veículos mais icônicos e tem sido um esteio no mercado de carros esportivos desde sua estreia no Model Year de 2009", disse Ken Hearn, Diretor de Marketing da Nissan Canada Inc. "Reconhecendo seguidores e carros do NFT Entusiastas compartilham a mesma paixão por design inspirado e uma abordagem ousada, a Nissan queria criar um NFT que celebrasse o legado do GT-R e marcasse o lançamento de sua edição mais exclusiva até hoje - o GT-R NISMO Special Edition 2021. foi ótimo trabalhar com um artista talentoso e inovador como Alex para trazer o primeiro NFT da Nissan Canada ao mercado, e estamos entusiasmados em revelar a obra de arte final hoje. "A Nissan selecionou o artista local McLeod para criar o NFT devido à sua abordagem inovadora e ao uso criativo de ambientes renderizados em 3D. Conhecido por seu foco na simulação e na transição da matéria, o trabalho digital de McLeod foi apresentado em todo o mundo. O NFT apresenta o GT-R em três ambientes familiares, mas sobrenaturais, para destacar a ousadia do veículo e seus vários recursos. Ao projetar o NFT, McLeod aproveitou a tecnologia digital para fazer experiências com diferentes mundos, cores e reflexos.
"Ao projetar o NFT, eu queria criar uma peça que tivesse um senso de familiaridade, mas que também fosse totalmente imaginária e emocionante", disse Alex McLeod, artista visual. "O GT-R NISMO Special Edition é diferente de qualquer carro que eu já vi antes, pois parece que vem de outro mundo. Eu queria explorar essa ideia e mostrar às pessoas como ele poderia ser, criando uma ponte entre as realidades físicas e mundos imaginários. Eu realmente pensei em como o GT-R NISMO Special Edition não apenas nos transporta fisicamente, mas emocionalmente e psicologicamente, e teve como objetivo capturar esse sentimento através do meu trabalho. "A arte será hospedada na RubiX Network (RubiX), um mercado premium de NFT, começando em 23 de setembro em um formato de pré-leilão. O leilão ao vivo acontecerá em 5 de outubro às 12h01. ET até 7 de outubro às 23h59. ET. O NFT é apoiado pela tecnologia patenteada de propriedade da RubiX e é construído no blockchain mais seguro e sustentável do mercado hoje. Ele usa o Mecanismo de Consenso de Prova de Colheita (PoH) do RubiX, que, ao contrário de blockchains tradicionais, usa vários princípios inovadores para reduzir as emissões de carbono, incluindo o uso de energia já produzida por computador que de outra forma seria desperdiçada."Estamos honrados em trabalhar com a Nissan Canadá para trazer este NFT e sua contraparte da vida real - o 2021 Nissan GT-R NISMO Special Edition - para o mercado norte-americano", disse Nithin Palavalli, CEO da Rubix. "À medida que os NFTs continuam a crescer em popularidade e atraem a atenção de todo o mundo, todos, desde entusiastas de carros a influenciadores experientes em tecnologia, estão se envolvendo nesta indústria emergente. Parece ser um ajuste natural criar um NFT que aproveite este veículo icônico para inspiração e estamos entusiasmados por desempenhar um papel importante em ajudar a Nissan Canadá a lançar seu primeiro NFT. "O maior lance receberá os direitos digitais para o NFT e as chaves do 2021 GT-R NISMO Special Edition assim que o carro chegar ao Canadá no final deste outono. O leilão é aberto internacionalmente, e o licitante vencedor deve estar disponível para retirar o 2021 GT-R NISMO Special Edition físico em uma concessionária canadense assim que chegar.

 Carlos Ghosn quer corrigir o registro de suas próprias memórias que estão sendo relançadas esta semana: ele não é mais um acionista da Nissan Motor Co. e está ansioso para sair da Renault SA.


O executivo que se tornou fugitivo internacional ficou ainda mais pessimista sobre as perspectivas das montadoras nos 11 meses desde que seu livro foi publicado pela primeira vez em francês. Em um capítulo dedicado a defender sua compensação, Ghosn diz que demonstrou lealdade e fé nas empresas ao manter suas ações após sua prisão em novembro de 2018.

"Não sou mais um acionista da Nissan, graças a Deus", disse Ghosn na quarta-feira em uma entrevista em vídeo de Beirute. Ele mora lá desde que fugiu do Japão no final de 2019 para evitar julgamento por várias acusações de impropriedade financeira.


A aliança Renault-Nissan - forjada quando Ghosn foi despachado em 1999 para salvar a então quase falida montadora japonesa - está "condenada" devido a persistentes lutas pelo poder, disse seu ex-presidente. Ele ainda tem direito a uma participação na Renault por meio de ações que o governo francês apreendeu como parte de uma investigação de residência fiscal em andamento.


"Não é porque eu confio na gestão - não confio", disse Ghosn. "É porque eu não tenho escolha."

Representantes da Nissan e da Renault não quiseram comentar. As duas empresas juntas perderam quase US $ 30 bilhões em valor de mercado desde sua prisão.


A Nissan registrou dois anos consecutivos de perdas depois que Ghosn foi preso sob a acusação de má conduta financeira. No ano passado, a empresa revelou um plano de recuperação que prevê o fechamento de linhas de produção e o sacrifício de participação de mercado em prol da lucratividade. Junto com rivais automotivos em todo o mundo, ele foi varrido pela pandemia e escassez paralisante de semicondutores.

A Renault também tomou medidas drásticas desde a saída de Ghosn, cortando milhares de empregos e reduzindo a capacidade de produção após uma perda anual recorde. Embora a montadora tenha apresentado lucro no primeiro semestre deste ano, sua recuperação desde os primeiros dias da pandemia foi silenciada pelo excesso de confiança na Europa, onde as vendas de automóveis estão se recuperando mais lentamente do que na China ou nos EUA.


quinta-feira, 23 de setembro de 2021

Novo Nissan Kicks passa a contar com mais uma opção de cor

 







2021/09/23

RIO DE JANEIRO – A linha do Novo Nissan Kicks ganha mais uma opção em sua paleta de cores: a conhecida Cinza Rust. Oferecida para a versão anterior do crossover fabricado em Resende (RJ), a cor com acabamento metálico volta a ser disponibilizada para os consumidores.

A opção Cinza Rust poderá ser encontrada para todas as versões da linha do Novo Nissan Kicks: desde a opção de entrada Sense com câmbio manual até topo de linha Exclusive com câmbio CVT. O preço de tabela é R$ 1.700. 

Além da nova opção, o crossover Novo Nissan Kicks pode ser encontrado nas cores Azul Elétrico, Branco Diamond, Vermelho Malbec, Preto Premium, Cinza Grafite, Prata Classic e as combinações de dois tons de preto com Azul Elétrico, Branco Diamond e Vermelho Malbec (apenas para a versão Exclusive).  

Novo Nissan Kicks

O Novo Nissan Kicks foi desenvolvido para surpreender novamente os brasileiros com muita atitude. Para isso, seu projeto seguiu como base três pilares: Design, Integração homem e carro e Tecnologia Safety Shield.

Os designers da Nissan se superaram e deixaram o Novo Nissan Kicks com um estilo encorpado e moderno, seguindo o conceito denominado Nissan Emotional Geometry. Mantendo seu amplo espaço interno, o modelo recebeu mudanças no exterior e na cabine.

O Novo Nissan Kicks também traz novidades que aumentam ainda mais a integração dos ocupantes com o veículo. Dois recursos tecnológicos são os destaques: o sistema multimídia com tela de oito polegadas e um item de qualidade reconhecida mundialmente e que é único no segmento, o sistema de som premium Bose®, que inclui dois alto-falantes no apoio de cabeça do motorista.

O Novo Nissan Kicks vai além quando se fala de tecnologias inteligentes de segurança passiva e ativa, que oferecem muito conforto e tecnologia e que estão presentes em modelos da gama mais alta da linha da marca e também no 100% elétrico Nissan LEAF.

Um conjunto avançado de dispositivos forma o Nissan Safety Shield, que é composto por diferentes tecnologias de segurança que monitoram, protegem e respondem em algumas situações nas quais o veículo e seus ocupantes possam estar em risco. Esse "escudo de proteção" ajuda o carro e o motorista a monitorar o movimento no entorno, responder a ações inesperadas (como a aproximação desatenta a um veículo à frente) e a proteger (frenagem de emergência e segurança passiva).

Entre os destaques estão o Alerta de Tráfego Cruzado Traseiro (RCTA), o Monitoramento de Ponto Cego (BSW), o Alerta Inteligente de Mudanças de Faixa (LDW) e o Acendimento Inteligente dos faróis com ajuste de altura e intensidade (HBA). Os dois últimos inéditos no segmento.

Estes recursos se somam no Nissan Safety Shield a avançados equipamentos já disponíveis na linha do crossover, como o Controle Dinâmico de Chassi (Chassi Control), o Alerta de Colisão Frontal com Assistente Inteligente de Frenagem (FCW/FEB), o Sistema Inteligente de Auxílio de Partida em Rampa (HSA), a Visão 360° Inteligente com Detector de Movimento (MOD) e o Alerta de colisão frontal com Assistente Inteligente de Frenagem (FCW/FEB).

Testados e aprovados por mais de 200 mil proprietários em todos os tipos de pavimentos do Brasil, o motor e o câmbio do Novo Nissan Kicks são sinônimos de durabilidade, confiança e baixíssima manutenção. O conhecido propulsor HR16DE de 1,6 litro e 16 válvulas produz 114 cavalos de potência a 5.600 rpm e torque de 15,5 kgfm a 4.000 rpm, contando com controle de abertura das válvulas continuamente variável (CVVTCS).

# # #

Nissan Leaf

 


Ex-CEO da Nissan, Ghosn critica a montadora, diz que "empresa automobilística enfadonha e medíocre" terá dificuldade para encontrar seu lugar

 Carlos Ghosn, executivo automobilístico que se tornou fugitivo, bateu na Nissan e explicou por que a aliança global automobilística, que ele construiu, não agradou ao governo japonês.



Em uma entrevista exclusiva à FOX Business, o ex-presidente em apuros da aliança Renault-Nissan-Mitsubishi, que fugiu do Japão para o Líbano enquanto estava sob fiança por acusações de má conduta financeira, alegou que sua prisão foi motivada pelo desejo de "autonomia" da Nissan, que acabou definindo apoiar o crescimento da marca.


"A Nissan voltou ao que era em 1999, infelizmente, após 19 anos de trabalho, como uma empresa automobilística enfadonha e medíocre, que lutará para tentar encontrar seu lugar na indústria automotiva", disse Ghosn à "Manhãs com Maria "recebe Maria Bartiromo na quarta-feira.


“Estávamos construindo um sistema onde essa empresa faria parte de algo completamente novo com muita inovação técnica”, continuou.


No novo livro de Ghosn intitulado "Broken Alliances", o ex-executivo detalha seus esforços para colaboração entre as três montadoras e "ouve a história contada por mim" e "entende o que aconteceu".


"O governo japonês e alguns executivos japoneses pensaram que esse equilíbrio existente entre os franceses e os japoneses nesta aliança não seria respeitado", explicou Ghosn, acrescentando que "o governo francês estava agindo de forma a ter uma participação muito maior em seus falar desta aliança. "


Um porta-voz da Nissan não respondeu imediatamente ao pedido de comentários da FOX Business.

 


quarta-feira, 22 de setembro de 2021

The performance icon, evolved: 2022 Nissan GT-R to welcome two new special editions

 



20/09/2021

  • 2022 Nissan GT-R to arrive from October
  • Two new special editions headline expanded range
  • T-spec will sit atop the regular GT-R range, closing the gap to NISMO models
  • Lighter, faster and more extreme, the NISMO SV is the new GT-R performance flagship
  • GT-R to now be offered in a total of five grade options in Australia, starting at $193,800 (MSRP)*

MELBOURNE, Australia – Nissan's new flagship performance vehicle, the 2022 GT-R, will expand to five exciting grades from October, with the introduction of not one but two incredible special editions — the GT-R T-spec and GT-R NISMO SV.

The two special edition models will join, and sit atop, their respective GT-R ranges, with Nissan's performance icon to now be offered in Premium, Premium Luxury, and T-spec editions, as well as NISMO and NISMO SV editions.

The expanded 2022 line-up also acts as a fitting farewell to a true performance icon, with the two special-edition GT-R models to be the last time the current-generation vehicle will be offered in Australia.

"The GT-R has earned its place at the pinnacle of performance around the world, acting as a true automotive icon for more than 50 years," says Nissan Australia Managing Director, Adam Paterson.

"This isn't the end of the GT-R story in Australia, but it will mark the closure of this chapter for this generation vehicle. And there is surely no more fitting a send-off for this performance hero than with an expanded range offering that includes not one but two thrilling special editions."

The performance icon returns 

The MY22 Nissan GT-R range begins with the GT-R Premium, which effortlessly combines the pulse-quickening performance of Nissan's iconic twin-turbocharged engine with a host of performance and convenience features to create the ultimate everyday supercar.

The beating heart of the regular GT-R range is Nissan's 24-valve 3.8-litre V6 engine, which produces an astonishing 419kW at 6800rpm and 632Nm at 3300rpm. That power is delivered to its tyres through a six-speed DCT automatic with three driver-selectable modes.

Standard performance equipment includes the Nissan Brembo braking system, with four-wheel disc brakes (390mm front, 380mm rear), utilising front and rear two-piece floating rotors with diamond-pattern internal ventilation. 

The high-performance braking system is framed by 20-inch lightweight RAYS forged-alloy wheels (20x9.5 front, 20x10.5 rear), wrapped in Dunlop SP Sport Maxx high-performance tyres. A carbon-fibre engine chassis brace and carbon-composite front cross member deliver handling perfection.

At the rear, a blue titanium exhaust with sound control provides your driving soundtrack, while in the cabin, leather-accented seats (heated in the front), an 8.0-inch touchscreen with navigation, a BOSE premium audio system with 11 speakers, including dual subwoofers, and an Intelligent Key with push-button ignition deliver the perfect combination of technology and comfort.

The GT-R Premium Luxury builds on the extensive equipment list of the Premium, adding fine hand-stitched semi-aniline leather-accented seats, with the same luxurious-feeling material featured on the steering wheel, gearshift, dashboard and door panels.

The new GT-R T-spec exclusive edition joins the range for 2022, which further increases the performance equipment, significantly closing the gap between the regular GT-R and the NISMO versions.

Its performance-ready equipment list includes Brembo carbon ceramic rotors, now 410mm front and 390mm rear, for superior stopping power, while the Dunlop SP Sport Maxx high-performance tyres wrap model-exclusive forged gold alloy wheels. 
The rear is now fitted with a carbon-fibre spoiler for lightweight aerodynamics, while in the cabin, the steering wheel, shift lever, seat trim and dashboard decoration are finished in a model-exclusive dark green colour and are joined by the quilt-stitched Alcantara roof lining, suede A-pillar finishers and model-exclusive kick plate finishers. 

Double trouble: The ultimate in NISMO engineering evolves 

Nissan's performance-engineering division needs no introduction, with the NISMO badge applied only to the most extreme, performance-focused vehicles in the Nissan lineup.

And when NISMO engineering meets the iconic GT-R, the results are spectacular.

The GT-R NISMO has long been Nissan's pinnacle performance car, offering GT3 Racing-derived technology and an exhilarating driving experience every time you set off. 

The VR38DETT 3.8-litre twin turbo V6 with GT3 race car-supplied turbochargers is at the heart of the GT-R NISMO drivetrain, producing 441kW at 6800rpm and 652Nm at 3600rpm.

Stopping power is enhanced by the fitment of Brembo carbon ceramic rotors, now 410mm front and 390mm rear, and Nissan's carbon-ceramic braking system.

Weight is further reduced through the generous use of carbon-fibre, including on the trunk lid, front and rear bumpers, side sills, rear spoiler and roof, while the NISMO Recaro leather-accented seats with Alcantara inserts also feature carbon-fibre seat-backs.

In the cabin, the interior is treated to a NISMO red-and-black interior theme, with a NISMO Alcantara-wrapped steering wheel and gauge hood, and a NISMO tachometer.

The ultimate expression of Nissan performance is now the NISMO SV, featuring an exclusive clear-coated carbon-fibre bonnet, which not only exposes the intricate carbon-fibre weave, but also sheds a further 100 grams from the already-svelte GT-R. The edition-exclusive 20-inch Rays aluminium forged wheels also sport a red accent that matches existing accents around the body.

Continuing from the Nissan GT-R NISMO, the large Brembo calipers and carbon ceramic rotors are the biggest ever fitted to a Japanese performance car, at 410 mm in the front and 390 mm at the rear, while the engine utilises new high-precision, weight-balanced parts including piston rings, connecting rods, crankshaft, flywheel, crank pulley and valve springs dialled in with tighter tolerances, delivering snappier revs and quicker turbo spooling.

Each engine is handcrafted by its own takumi technician. The takumi certification plate on the engine is also in an exclusive colour.

The 2022 Nissan GT-R T-spec and NISMO SV will arrive in Australia from October.

Nissan participa do Salão da Mobilidade Elétrica e Cidades Inteligentes

 



2021/09/22

  • Evento ocorre em São Paulo, entre quinta-feira e sábado
  • No sábado, 25, o Nissan LEAF participa da tradicional carreata dos veículos elétricos pelas ruas de São Paulo, como carro-madrinha e entre os veículos que estarão no passeio

RIO DE JANEIRO – A Nissan participa da 16ª edição do Salão da Mobilidade Elétrica e Cidades Inteligentes, que ocorre em São Paulo entre os dias 23 e 25 de setembro. A marca japonesa terá um estande repleto de atrações. No espaço da Nissan estarão em exposição dois Nissan LEAF, o carro 100% elétrico ícone mundial do segmento. Outras duas unidades do Nissan LEAF vão estar na área de test drive do evento e poderão ser conduzidas pelos visitantes.

Para promover uma maior imersão dos visitantes no mundo da eletrificação e da mobilidade inteligente, o estande vai ter atividades como bicicletas que produzem energia para carregar aparelhos celulares, por exemplo, com o pedalar do ciclista, um gerador Van der Graaf – dispositivo que faz o cabelo da pessoa que toca o equipamento ficarem "eletrizados" – e o painel E-Switch, que permite conhecer os detalhes do Nissan LEAF, seus equipamentos e até customizar itens do modelo, tudo projetado em um telão de LED.

E no sábado de manhã, dia 25, o Nissan LEAF participa da tradicional carreata dos veículos elétricos pelas ruas de São Paulo, como carro-madrinha e entre os modelos que estarão no passeio, em comemoração ao Dia Mundial da Mobilidade Elétrica. O percurso começa na Bela Vista, passa pela Avenida Paulista e chega no evento do Pacaembu.

A Nissan é pioneira mundial na fabricação de veículos elétrico em grande escala, sendo que até hoje o LEAF já teve mais de 500 mil unidades comercializadas em todo o mundo. O modelo também é um dos carros 100% elétricos mais vendidos do Brasil.

Segunda Fase da Eletrificação

A Nissan anunciou em julho um novo passo para ajudar a consolidar a mobilidade elétrica no Brasil e dar oportunidade a mais brasileiros conhecerem e terem acesso ao ícone global entre os carros elétricos, o Nissan LEAF:  a 2ª Fase do Plano de Eletrificação no país. O objetivo é dar continuidade com consistência ao caminho que começou a percorrer em 2019, quando foi lançada a 1ª fase.

A nova etapa tem como um dos seus principais marcos a ampliação da rede de concessionárias autorizadas a vender e ter serviços de pós-vendas dedicados aos carros elétricos. A Nissan vai mais que quintuplicar esta rede especializada e, com isso, passará a disponibilizar o Nissan LEAF em todas as regiões do Brasil.

Se a primeira fase começou com 7 concessionárias em 5 estados e no Distrito Federal, em 3 regiões do país, a partir de setembro, a rede passa a ter 44 lojas. Elas estarão distribuídas por 15 estados e o Distrito Federal (veja a lista completa das cidades abaixo).

Esta rede começa agora a ser preparada para ter o atendimento completo, com vendas e serviço de oficina, ou atuar como ponto de vendas. Em setembro, todas terão completado os treinamentos específicos para atender aos clientes de carros elétricos, feito as adaptações necessárias em suas infraestruturas e recebido as ferramentas e equipamentos para garantir a manutenção seguindo o padrão global da Nissan, no caso das lojas que tiverem serviço de oficina especializada para elétricos.

Confira quais locais terão concessionárias homologadas para vender o Nissan LEAF:

Amapá 
Macapá

Amazonas       
Manaus

Bahia    
Salvador

Ceará    
Fortaleza

Distrito Federal          
Brasília

Espírito Santo
Cachoeiro de Itapemirim

Mato Grosso   
Cuiabá
Rondonópolis
Sinop

Minas Gerais   
Belo Horizonte

Goiás    
Goiânia

Pará      
Ananindeua
Belém
Marabá

Paraná 
Curitiba
Foz do Iguaçu

Pernambuco   
Recife (2)

Rio de Janeiro
Rio de Janeiro (3)

Rio Grande do Sul     
Caxias do Sul
Gravataí
Ijuí
Porto Alegre

Santa Catarina
Araranguá
Balneário Camboriú
Florianópolis

São Paulo        
Campinas
Cotia
Franca
Guaratinguetá
Indaiatuba
Ribeirão Preto (2)
Santo André
São José dos Campos
São Paulo (7)

Nissan NV100 Clipper

 










Nissan Magnite Explorer Edition

 



terça-feira, 21 de setembro de 2021

Fábricas abandonadas mostram como o boom dos carros elétricos na China foi longe demais

 (Bloomberg) - Os visitantes da fábrica da Byton Ltd. são recebidos com imagens saturadas de cores de carros elétricos brilhantes deslizando por ruas bem cuidadas. Aqueles que fazem uma visita à fábrica da montadora em Nanjing, leste da China, podem ficar menos impressionados. A planta é moderna e enorme, brilhando sob o sol quente do verão. Mas há silêncio total. A produção foi suspensa desde o início da pandemia e não há ninguém por perto, exceto um guarda de segurança solitário.

É uma situação semelhante em toda a cidade na Bordrin Motors. Ervas daninhas pontilham o perímetro da fábrica e há um aviso colado no portão principal anunciando a falência da montadora elétrica.


Bordrin e Byton representam o outro lado do sucesso de EV da China. Enquanto estrelas caseiras como Nio Inc. e Xpeng Inc. passaram a arrecadar bilhões de dólares e agora estão vendendo carros em números que rivalizam com a Tesla Inc., muitos outros foram deixados de lado, incapazes de levantar as quantias absurdas de capital necessários para fazer automóveis em grande escala.


Em muitos casos, eles foram atraídos à existência por governos provinciais que balançavam dinheiro e outros incentivos para tornar realidade o sonho de Pequim de transformar a China em uma potência EV. As autoridades locais ajudaram os fabricantes a estabelecer fábricas que prometiam empregos e desenvolvimento - se tivessem sucesso. Mas a maré começou a mudar em novembro, quando os reguladores pediram aos governos regionais que analisassem e relatassem a escala de seu apoio à indústria automobilística.


Alarmada com o investimento desenfreado no setor - e as falências e fábricas zumbificadas que vieram com ele - Pequim está pisando no freio.


“Temos muitas firmas de EV”, disse Xiao Yaqing, ministro da Indústria e Tecnologia da Informação da China, a repórteres em 13 de setembro. O governo também está procurando estabelecer limites de produção para o setor de EV, disseram pessoas familiarizadas com o assunto à Bloomberg News este mês, com as províncias incapazes de dar luz verde a novos projetos até que o excedente de capacidade esteja online. Os recursos também serão canalizados para alguns hubs EV selecionados.

As mudanças são um sinal de alerta em potencial para os investidores que despejaram dinheiro nas montadoras elétricas e nas tecnologias que as suportam no ano passado.


Fabricante chinês de veículos elétricos já valeu mais que a Ford elimina US $ 80 bilhões


Existem cerca de 846 fabricantes de automóveis registrados na China, e mais de 300 deles produzem carros de nova energia, vagamente definidos como veículos elétricos ou híbridos plug-in. A grande maioria são nomes irreconhecíveis em outros lugares. Só em 2020, o país adicionou nova capacidade de produção de cerca de 5 milhões de unidades, cerca de quatro vezes o número real de EVs vendidos na China naquele ano. De acordo com os reguladores, quase metade dessa capacidade não estava em uso.


Bordrin, fundada pelo ex-executivo da Ford Huang Ximing em 2016, tinha como meta a produção anual de 700.000 carros em três fábricas. Mas ficou sem dinheiro e desistiu antes de ganhar sequer um. Huang não respondeu às mensagens solicitando comentários enviadas via WeChat.


A China não tem um dossiê público de falências, mas desde o ano passado, pelo menos uma dúzia de fabricantes de EV foram à falência ou tiveram que ser reestruturados para evitar a insolvência.


“Este é um tipo de sacudida competitiva capitalista clássica”, disse Gary Dvorchak, diretor-gerente da consultoria de investimentos Blueshirt Group LLC, em Pequim. “Você tem um zilhão de empresas e então tem uma situação de excesso de oferta. O processo de fracasso é normalmente muito mais lento na China porque as empresas obtêm apoio do governo. Mas, eventualmente, alguns têm que morrer e a dor infligida para que essas mortes aconteçam pode ser alta. "


Byton pelo menos ainda existe. A montadora, co-fundada por ex-executivos da BMW AG e da Nissan Motor Co., suspendeu todas as operações domésticas e dispensou a equipe em julho do ano passado, pois a pandemia tornou mais difícil fazer seu negócio decolar. Mesmo antes da Covid, a empresa já havia encontrado dificuldades para cumprir os prazos anunciados para a produção e entrega de seu primeiro modelo, embora seu site ainda aceite reservas de carros.

'Capacidade ociosa'


As coisas começaram a melhorar este ano, quando Byton assinou um acordo de cooperação estratégica com o fabricante do iPhone Foxconn Technology Group em janeiro (auxiliado pela Zona de Desenvolvimento Econômico e Tecnológico de Nanjing) para iniciar a produção em massa do Byton M-Byte SUV no primeiro trimestre de 2022. Mas a Foxconn está retirando a equipe da fábrica de Nanjing depois que um dos maiores credores da montadora começou a assumir o controle da gestão, informou a Bloomberg em julho, e na semana passada, o jornal Nikkei disse que a colaboração foi suspensa devido à piora da situação financeira de Byton .


Um representante de Byton se recusou a comentar esta história.


A província de Jiangsu, onde Nanjing está localizada, se esforçou para se tornar um centro de EV, atraindo US $ 32 bilhões em investimentos na indústria automobilística nos seis anos até 2020. Agora, é o lar de mais de 30 fabricantes de automóveis. Mas se tornou o foco de uma investigação ordenada por Pequim no início deste ano, que descobriu que algumas autoridades locais estavam concedendo incentivos fiscais e de terras para atrair montadoras que estavam além do escopo das diretrizes do governo. Isso resultou em “problemas evidentes de baixas taxas de utilização da capacidade de produção e capacidade ociosa”, disseram autoridades provinciais de Jiangsu em um comunicado em fevereiro, sem dar mais detalhes.


“Os governos locais tinham grandes expectativas para o desenvolvimento de empresas de veículos de nova energia, na esperança de aproveitar as oportunidades do setor e impulsionar a expansão econômica local”, disse Cui Dongshu, secretário-geral da China Passenger Car Association, em uma entrevista. “Os investidores também viram um grande potencial de lucro. Isso resultou em um excedente de capacidade. "


A fábrica de Nanjing da Yinlong New Energy Co. foi inaugurada em 2017 com um investimento total planejado de 10 bilhões de yuans (US $ 1,6 bilhão). A produção foi fixada em 30.000 veículos comerciais de nova energia, principalmente ônibus elétricos, e havia planos de criação de baterias EV também. A produção deveria começar em 2018, mas hoje a fábrica está quase abandonada. O lixo se acumulou ao longo de suas paredes e as estradas que conectam os prédios lá dentro estão desertas, com suas entradas bloqueadas.


O maior acionista da empresa, Gree Electric Appliances Inc., disse que ainda há espaço para colaboração, seja no reforço da utilização da capacidade da montadora e na competitividade, seja no impulso de sua tecnologia de bateria.


Algumas das montadoras estabelecidas da China estão assistindo a tudo isso com uma sensação de inevitabilidade. Zhejiang Geely Holding Group Co., uma das maiores montadoras privadas do país com uma gama de marcas que vão de veículos de mercado de massa a carros de corrida ultraluxuosos feitos pela Lotus - que ela controla - vê um ciclo natural se desenrolando, e um que irá envolver algumas vítimas.


“Algumas pessoas correm para construir uma, duas, três, cinco fábricas, embora seu primeiro carro ainda não esteja no mercado”, disse o CEO do Grupo Lotus Plc, Feng Qingfeng.


“Quando todo mundo pensa que é fácil fazer carros, as pessoas se dedicam à fabricação de carros. Quando eles percebem que o negócio de automóveis não é tão fácil, eles param de investir ”, disse ele. "É a mão invisível da ordem comandante da economia de mercado."

Nissan LEAF eleita a melhor compra entre os veículos elétricos do Brasil

 





Desde a sua estreia em 2010, o Nissan LEAF totalmente elétrico continuou a chamar a atenção e a receber elogios. A publicação brasileira Quatro Rodas elegeu recentemente o Nissan LEAF como sua Melhor Compra Entre Carros Elétricos até 300 mil reais.


Lançado no Brasil em 2019, o espaço da cabine, a capacidade de carga e a impressionante tecnologia de assistência ao motorista do Nissan LEAF são apenas alguns dos recursos que a publicação destacou. Quatro Rodas lembrou ainda que o aumento do número de concessionários LEAF - de sete para 44 - é uma grande vantagem no atendimento de pós-venda.


Os mais de 500.000 LEAFS vendidos em todo o mundo percorreram cerca de 18 bilhões de quilômetros livres de poluição - evitando que mais de 3 bilhões de kg de dióxido de carbono entrem na atmosfera1.


O Nissan LEAF continua a ser um ícone EV, conquistando os corações e homenagens dos clientes em todo o mundo, incluindo o Carro Mundial do Ano 2011, o Carro Europeu do Ano 2011, o Carro do Ano 2011-2012 do Japão e o Melhor Elétrico do Reino Unido de 2018 Prêmio Car and Australia Green Innovation.

 


Nissan Sentra Cup