quinta-feira, 18 de julho de 2019

Ghosn agiu como "muro" contra a pressão da França pela fusão

Photo/IllutrationToshiyuki Shiga, the former chief operating officer of Nissan Motor Co., responds to questions from The Asahi Shimbun.

Carlos Ghosn, ex-presidente da Nissan Motor Co., enfrentou uma enorme pressão da Renault SA para fundir as montadoras, mas ele atuou como um "muro" contra o plano, disse um ex-colaborador próximo do assunto.Toshiyuki Shiga, que foi diretor de operações da Nissan sob Ghosn entre 2005 e 2013, disse em entrevista exclusiva ao The Asahi Shimbun que o governo francês, o maior acionista da Renault, também pressionou pela fusão."Ghosn originalmente foi pressionado (pela França), mas ele serviu como um quebra-vento ou parede, se você quiser", disse Shiga, que serviu como membro do conselho antes de deixar o cargo em junho.Com a prisão de Ghosn em novembro e a subsequente acusação de violação agravada da confiança e outras acusações, a pressão da Renault atingiu diretamente a Nissan, de acordo com Shiga.A montadora francesa fez recentemente movimentos para fundir as duas empresas, mas a Nissan rejeitou a proposta.Shiga se recusou a comentar as alegações contra Ghosn. Ele também disse que era tarde demais para as duas empresas se fundirem.Shiga disse que os executivos da Nissan poderiam ter concordado em se tornar uma subsidiária da Renault se a montadora francesa tivesse feito essa proposta em 1999, quando as duas empresas entraram em uma parceria de capital para salvar a Nissan da beira da falência.Mas Shiga disse que nos últimos 20 anos “a Nissan fez seus melhores esforços e pagou suas obrigações para com a Renault. Eu acredito que não é mais possível para a Nissan concordar com uma fusão baseada simplesmente no princípio de acordos de capital. ”Shiga rejeitou a opinião de que a Renault havia intensificado a pressão sobre a Nissan por uma fusão após a prisão de Ghosn.A Renault tem participação de 43 por cento na Nissan, mas Shiga explicou que Louis Schweitzer, que comandou a Renault quando fornecia a capital para a Nissan, pode ter considerado a possibilidade de uma fusão na época.Shiga disse sobre Ghosn: "Acredito que ele acha que seria melhor se (as duas empresas) fossem empresas independentes".Depois que Ghosn se tornou diretor executivo da Nissan e da Renault em 2005, ele se tornou muito mais cuidadoso com qualquer conflito de interesses que pudesse levar os acionistas das duas empresas a abrir processos judiciais por prejudicarem seus interesses financeiros, segundo Shiga.Ele disse que Ghosn tentou manter uma relação ganha-ganha entre as duas montadoras.No entanto, Shiga acrescentou que depois que ele deixou o cargo de COO em 2013, Ghosn intensificou a pressão sobre os subordinados para atingir as várias metas corporativas que ele estabeleceu.Shiga sentiu que o impulso de Ghosn pode ter sido um reflexo da pressão que ele próprio estava sofrendo."Eu o ouvi reclamar da pressão que ele enfrentava dos acionistas e investidores da Renault sobre o motivo pelo qual ele não foi adiante e fundiu as duas empresas", disse Shiga. “A menos que ele expandisse a sinergia das duas empresas, os acionistas da Renault, incluindo o governo francês, não teriam ficado satisfeitos. Acredito que esse dilema pesou muito sobre Ghosn.A partir de 2014, a Nissan e a Renault combinaram funções de quatro departamentos principais, incluindo pesquisa e desenvolvimento e tecnologia de fabricação. Um vice-presidente da Nissan ou da Renault chefiava esses departamentos combinados.Shiga explicou que o atrito entre as duas empresas aumentou muito desde então, porque “a pressão de Ghosn (para atingir os objetivos corporativos) tornou-se tão grande que os vice-presidentes não conseguiram pensar em uma situação vantajosa para todos. Em vez disso, eles seguiram em frente com medidas que poderiam ter ajudado uma empresa e prejudicado a outra desde que o resultado final fosse positivo em geral ”.Quando perguntado se o período de Ghosn de quase 20 anos era muito longo, Shiga disse: "Ele perdeu a oportunidade de renunciar, em parte porque teve que continuar atuando como um quebra-vento".Embora Shiga tenha rejeitado a idéia de dissolver a parceria com a Renault, ele disse que esforços devem ser feitos para alcançar a sinergia, retornando ao ponto de partida e buscando programas de negócios que possam levar a uma situação ganha-ganha.

Nissan energiza São Paulo e leva a eletrificação ao Edifício Anchieta na Av. Paulista




  • Marca japonesa surpreendeu pedestres e motoristas ao projetar o futuro da mobilidade em um dos prédios mais famosos de São Paulo
  • A intervenção urbana celebra o E-Day e marca a chega do Novo Nissan LEAF ao Brasil
SÃO PAULO, Brasil – Energizando a grande São Paulo, a Nissan eletrificou um dos edifícios mais famosos da cidade. Por meio de uma projeção o público foi conectado ao conceito da Nissan Intelligent Mobility. A intervenção urbana marca a celebração do E-Day, que comemora hoje a chegada do Novo Nissan LEAF ao Brasil.

A visão da marca para transformar a maneira como os carros são conduzidos, impulsionados e integrados na sociedade é materializada no Novo Nissan LEAF, o veículo 100% elétrico mais vendido no mundo. A Nissan seguirá apresentando a mobilidade do futuro e fazendo a intervenção urbana na Av. Paulista até o dia 19, sempre entre 18:30h e 24h.

Nissan Frontier poderá ganhar versão híbrida com tecnologia e-POWER





Depois de se popularizar entre sedãs, hatchbacks e SUVs, os sistemas híbridos de propulsão não devem demorar para ingressar também no mercado de camionetes médias. Prova disso vem da Nissan, que confirmou recentemente a intenção de equipar a próxima geração da picape Frontier com o conhecido sistema híbrido e-POWER. A informação foi adiantada por Nic Thomas, atual chefe global da área de elétricos da marca, que disse estar otimista com os avanços proporcionados pela tecnologia. “À medida que o preço da tecnologia da bateria cai, isso nos permite fazer mais e mais coisas, e a robustez e durabilidade das baterias é fantástica e isso nos permite cobrir cada vez mais segmentos", comentou.

Thomas afirmou ainda que um dos principais desafios para inserção da tecnologia neste segmento é o peso dos veículos e a exigência dos consumidores deste nicho. Na maioria dos casos, picapes são usadas para trabalhos pesados e a robustez do conjunto mecânico deve ser item fundamental. “Estamos nos concentrando nos veículos de passageiros atualmente, mas tenho certeza que em meados da próxima década a tecnologia será barateada o suficiente e os motores serão maiores e mais poderosos. Você verá todos os tipos de aplicações variadas. É uma proposta em evolução", completou. Os resultados devem se tornar conhecidos em 2025.

O funcionamento do sistema e-POWER inclui um motor a gasolina com um gerador de potência, um inversor, uma bateria e um motor elétrico. Utilizado apenas para recarregar a bateria de alta potência, o motor a gasolina sempre trabalha na velocidade ideal, oferecendo maior eficiência energética e menos emissões quando comparado a um motor de combustão interna tradicional. No caso da Frontier, a expectativa é que o motor a gasolina seja substituído por um turbodiesel, tendo em vista a preferência do consumidor neste segmento. “Uma das razões pelas quais as pessoas adoram diesel é o torque e a capacidade de tração. Um dos benefícios do EV é o torque, então você tem uma combinação perfeita", argumentou. Os planos da Nissan, vale lembrar, coincidem com as intenções da Toyota de também lançar uma variante híbrida para a Hilux, não por acaso a principal concorrente da Frontier.

Fonte: Carsales

Carlos Ghosn processa a Nissan, a M'bishi Motors, procura 15 mil. euros em danos



Carlos Ghosn está processando a Nissan Motor e a Mitsubishi Motors e pedindo 15 milhões de euros (13,4 milhões de dólares) em indenização das duas empresas que ele costumava presidir, alegando que a joint venture holandesa encerrou injustamente seu contrato de trabalho, informou a imprensa francesa nesta quarta-feira.
Enquanto a Nissan-Mitsubishi B.V., criada em 2017 para promover a cooperação das duas montadoras japonesas, encerrou seu contrato com a Ghosn em março, a Nissan disse que pretende dissolver a empresa.
Os advogados de Ghosn disseram que o término do contrato "não foi suficientemente fundamentado", segundo a edição online do Le Figaro.
Em janeiro, a Mitsubishi Motors informou que havia descoberto que Ghosn recebeu cerca de 7,82 milhões de euros "ilegalmente" do NMBV entre abril e novembro de 2018.
Ghosn foi acusado de estar empregado e receber pagamento da joint venture sem passar por um procedimento formal e ordenar a uma pessoa não autorizada que escrevesse seu contrato de trabalho.
O CEO da Nissan Motor, Hiroto Saikawa, e o Presidente da Mitsubishi Motors, Osamu Masuko, atuam como diretores da empresa conjunta.

Feliz 50º aniversário do pouso lunar



NASHVILLE, Tennessee - No dia 20 de julho, celebramos o 50º aniversário do pouso na lua. Nos anos seguintes a essa missão bem-sucedida, numerosos saltos na tecnologia da era espacial entraram na vida cotidiana.
A Nissan e outras montadoras usam muitas dessas tecnologias. Vamos celebrar o 50º aniversário deste momento histórico com 10 tecnologias trazidas de volta à Terra e a alguns carros:
1. Tecnologia de assistência ao condutor ProPILOT Assist baseada em radares e câmaras1
2. iluminação LED
3. assentos Gravidade Zero com Espuma Temper
4. Navegação baseada em GPS2
5. Software de computador
6. Baterias de iões de lítio
7. Freios resistentes ao calor
8. Pneus de inverno sem stud
9. Escudos térmicos de exaustão
10. Satellite radio3



quarta-feira, 17 de julho de 2019

Nissan vai eletrificar um dos prédios mais icônicos de São Paulo hoje à noite





  • O futuro chegou e a partir das 18:30 estaciona na Av. Paulista para celebrar o E-Day
  • Acompanhe a intervenção artística nas redes sociais da Nissan
SÃO PAULO, Brasil – Após percorrer as ruas de São Paulo com o Novo Nissan LEAF, o veículo 100% elétrico mais vendido no mundo, a Nissan vai fazer uma intervenção artística em um dos prédios mais icônicos da capital paulista, hoje à noite, a partir das 18:30.
Localizado no bairro da Consolação, entre a Av. Paulista e a Av. Angélica, o Edifício Anchieta estará conectado ao conceito da Nissan Intelligent Mobility, a visão da marca para transformar a maneira como os carros são conduzidos, impulsionados e integrados na sociedade.
Construído na década de 40 e tido como símbolo da modernidade arquitetônica, o prédio servirá como base para uma intervenção artística que vai demonstrar a visão do futuro da Nissan e servir como uma contagem regressiva para o E-Day,que tem início amanhã, 18 de julho – data em que a fabricante japonesa vai começar as vendas do Novo Nissan LEAF no Brasil e celebrar a Mobilidade Inteligente no país.
Siga nossas redes sociais e acompanhe tudo que está acontecendo na LEAF House e no lançamento do Novo Nissan LEAF no Brasil:
  • YouTube (inscreva-se em nosso canal): nissanoficial
  • Facebook: @nissanbrasil
  • Instagram: @nissanbrasil
  • Twitter: @nissanbrasil
  • Hashtags: #SimplyAmazing #LEAFhouse
Nissan no Brasil
A Nissan, uma das maiores fabricantes de veículos do mundo, está presente no Brasil desde 2000 e opera hoje com mais de 170 concessionárias em todos os estados do País. A empresa investiu R$ 2,6 bilhões na construção de seu Complexo Industrial próprio em Resende, no estado do Rio de Janeiro. Esta unidade industrial foi inaugurada em abril de 2014 e tem a capacidade de produzir 200 mil carros e 200 mil motores por ano. Atualmente, a unidade industrial fabrica o Nissan March, o Nissan Versa e o Nissan Kicks, além dos motores flexfuel 1.0 12V e 1.6 16V. A Nissan tem cerca de 2.400 funcionários no Brasil.

Nissan Leaf tem 8,5 (em 10) de eficiência energética no Green NCAP



Os mais recentes testes Green NCAP distinguiram o Nissan Leaf com a pontuação máxima de cinco estrelas e classificaram a eficiência energética do veículo elétrico da marca japonesa com um índice de 8.5 num máximo de 10.
A juntar aos testes do Euro NCAP que analisam o grau de segurança, o Green NCAP analisa desde fevereiro deste ano quão ‘verdes’ são os veículos, ou seja, quão amigos são do ambiente.
E como 100% elétrico que é o Nissan Leaf cumpriu na íntegra os testes de Ar Limpo com um índice de 10 (em 10 como máximo possível). O que retirou ao Leaf ainda melhor índice na eficiência energética foi o comportamento em autoestrada, mas, ainda assim, segundo o Green NCAP, “dentro dos limites” de consumo de energia exigidos pela entidade.

Nissan, Volvo e FCA lideram declínio nas vendas europeias



PARIS (Reuters) - As vendas de carros na Europa caíram 7,9% em junho, lideradas pelas maiores quedas da Nissan, da Volvo e da Fiat Chrysler (FCHA.MI), segundo dados da indústria divulgados nesta quarta-feira.

As inscrições caíram para 1,49 milhão de carros no mês passado, ante 1,62 milhão um ano antes, em toda a União Européia e países da EFTA, informou a Associação de Montadoras Européias, sediada em Bruxelas, em comunicado. Os efeitos do calendário resultaram em menos dois dias de vendas na maioria dos mercados, acentuando o declínio.

As inscrições para o primeiro semestre fecharam em queda de 3,1%, segundo a ACEA. Para as montadoras européias, o enfraquecimento da demanda interna compõe a pressão de uma contração mais acentuada na China e em mercados emergentes que podem ainda trazer mais alertas de lucro.
A linha de modelos antigos da Nissan contribuiu para uma queda de 26,6% nas vendas em junho, enquanto a Volvo Cars, de propriedade da chinesa Geely, viu as entregas despencarem 21,7%.
As inscrições também caiu 13,5% no mês passado na FCA, 10,1% na BMW (BMWG.DE), 9,6% no Grupo Volkswagen (VOWG_p.DE) e 8,2% para ambos Mercedes pai Daimler (DAIGn.DE) e Grupo PSA da França (PEUP. PA) O rival doméstico da fabricante de carros Peugeot, Renault (RENA.PA), sofreu menos, registrando uma queda de 3,9%.

A aliança Renault-Nissan é prioridade para a França antes de qualquer consolidação: Le Maire

  French Finance Minister Bruno Le Maire


MILÃO (Reuters) - A aliança da Renault com a parceira japonesa Nissan  continua sendo a prioridade da França antes de qualquer consolidação, como uma fusão com a Fiat-Chrysler, ministro francês das Finanças, Bruno Le. Maire disse na quarta-feira.
"A prioridade hoje é desenvolver uma estratégia industrial para a aliança Renault-Nissan", disse Le Maire em entrevista ao jornal italiano Corriere della Sera.
"Depois disso, teremos que ver como consolidar essa aliança e é somente com base nisso que poderemos explorar desenvolvimentos futuros", disse ele.
Le Maire negou que o governo francês tenha causado o colapso das negociações de fusões entre gigantes automobilísticos italianos e franceses no mês passado.

terça-feira, 16 de julho de 2019

250-Mile Nissan Dongfeng Electric Pickup Truck


E-Day: um dia para celebrar a Mobilidade Inteligente e a chegada do Novo Nissan LEAF ao Brasil




SÃO PAULO – A Nissan está na contagem regressiva para a chegada da segunda geração do Nissan LEAF ao mercado brasileiro. Ícone da Nissan Intelligent Mobility, visão global da marca para transformar a maneira como os carros são conduzidos, impulsionados e integrados na sociedade, o modelo começará a ser vendido no Brasil na próxima quinta-feira, 18 de julho. Este marco na história da fabricante japonesa no país será celebrado com o E-Day, dia que a empresa vai comemorar a Mobilidade Inteligente no país.
O E-Day será marcado por diversas interações da Nissan nas redes sociais e por diferentes ações, incluindo o lançamento do Novo Nissan LEAF. Neste dia, a Nissan fará a pré-estreia da LEAF House, espaço localizado no Jardim Europa, em São Paulo, especialmente criado para apresentar ao público os pilares da Nissan Intelligent Mobility e as tecnologias presentes no modelo 100% elétrico da marca. O local será a base do evento de lançamento do Novo Nissan LEAF para diferentes públicos e reserva muitas surpresas para o período que estiver em atividades.
"A LEAF House foi idealizada para proporcionar uma experiência de marca imersiva, explicativa, dinâmica e tecnológica. Além de mostrar o novo modelo da Nissan, será um local para apresentar, discutir e compartilhar assuntos relacionados ao desenvolvimento e à mobilidade urbana, novas energias, inovação, sustentabilidade e tecnologia focada em melhorar a vida das pessoas. Um hub urbano de conhecimento que ficará aberto ao público durante duas semanas", explica Humberto Campusano, diretor de Marketing da Nissan do Brasil.
A casa ficará aberta ao público de 20 de julho a 03 de agosto, funcionando de terça-feira à sábado, das 09h às 21h. Entre as atividades previstas estão painéis com especialistas sobre assuntos relacionados à mobilidade inteligente. A casa também oferecerá gratuitamente ao público espaço para coworking, café, bicicletário, totens para carregamento de carros elétricos (não apenas da Nissan), test drive do modelo, entre outras atrações.
Direto da LEAF House, por meio da ferramenta Whisbi e de uma mesa interativa, clientes interessados no modelo poderão assistir apresentações detalhadas ao vivo via web e serem atendidos remotamente por especialistas da marca.
Durante o E-Day, a Nissan vai lançar também uma série de conteúdos com a assinatura Simply Amazing Channel. Por meio do Simply Amazing Studio, que será montado no segundo andar da casa, todo o conteúdo ali gerado será amplificado no ambiente digital. Estão sendo produzidas palestras, bate-papos e entrevistas, que vão mostrar a visão de mobilidade da Nissan, além de todos os detalhes e novidades do Novo Nissan LEAF no Brasil e no mundo. Estarão no Simply Amazing Channel influenciadores de tecnologia, donos de startups, executivos de várias áreas da Nissan, engenheiros e jornalistas falando sobre Educação, Sustentabilidade, Inovação, Eletrificação e o futuro da Mobilidade nas cidades. As palestras serão abertas ao público e todos poderão acompanhar a agenda nas redes sociais da Nissan.
Siga nossas redes sociais e acompanhe tudo o que vai acontecer no E-Day, na LEAF House e no lançamento do Novo Nissan LEAF no Brasil:
  • YouTube (inscreva-se em nosso canal): nissanoficial
  • Facebook: @nissanbrasil
  • Instagram: @nissanbrasil
  • Twitter: @nissanbrasil
  • Hashtags:  #SimplyAmazing #LEAFhouseSP     
SERVIÇO

LEAF HOUSE
Endereço: Avenida Europa, 394 – São Paulo
Dias: 20 de julho a 03 de agosto (sempre de terça-feira à sábado)
Horário: 09h às 21h

O futuro chega à América Latina com o lançamento do Novo Nissan LEAF



AMÉRICA LATINA – A Nissan marca o início de uma nova era na mobilidade sustentável na América Latina com o lançamento do veículo 100% elétrico mais vendido do mundo.
A Nissan vai eletrificar a região com o lançamento do Novo Nissan LEAF em quatro países da América Latina ao mesmo tempo: Brasil, Argentina, Chile e Colômbia. O modelo é o ícone da Nissan Intelligent Mobility, visão global da marca para transformar a maneira como os carros são conduzidos, impulsionados e integrados na sociedade.
Com o Nissan LEAF, os consumidores poderão experimentar uma forma de condução totalmente nova, com mais tecnologia, segurança e inovação.
No Brasil, o início das vendas do Novo Nissan LEAF será comemorado em 18 de julho com o E-Day, dia que a empresa vai comemorar a Mobilidade Inteligente no país com uma série de ações e interações nas redes sociais.
Novo Nissan LEAF: um sucesso global em breve disponível na América Latina!
#SimplyAmazing
Siga nossas redes sociais e acompanhe tudo o que vai acontecer no E-Day, na LEAF House e no lançamento do Novo Nissan LEAF no Brasil:
  • YouTube (inscreva-se em nosso canal): nissanoficial
  • Facebook: @nissanbrasil
  • Instagram: @nissanbrasil
  • Twitter: @nissanbrasil
  • Hashtags:  #SimplyAmazing #LEAFhouseSP
Nissan no Brasil

A Nissan, uma das maiores fabricantes de veículos do mundo, está presente no Brasil desde 2000 e opera hoje com mais de 170 concessionárias em todos os estados do País. A empresa investiu R$ 2,6 bilhões na construção de seu Complexo Industrial próprio em Resende, no estado do Rio de Janeiro. Esta unidade industrial foi inaugurada em abril de 2014 e tem a capacidade de produzir 200 mil carros e 200 mil motores por ano. Atualmente, a unidade industrial fabrica o Nissan March, o Nissan Versa e o Nissan Kicks, além dos motores flexfuel 1.0 12V e 1.6 16V. A Nissan tem cerca de 2.400 funcionários no Brasil.

New Skyline ProPILOT 2 0

Nissan new Skyline with ProPILOT 2

Apple CarPlay no Nissan Navara australiano





Nissan Mexico: Versa GO







Nissan apresenta novo Skyline com o sistema de assistência ao motorista ProPILOT 2.0




YOKOHAMA, Japão - A Nissan apresentou hoje um novo Nissan Skyline, com estilo atualizado e tecnologia ProPILOT 2.0 - o primeiro sistema de assistência ao motorista do mundo a combinar a condução em estradas navegadas com recursos de condução de pista única.
A ser vendido no Japão neste outono, o novo Skyline segue a tradição estabelecida pelo primeiro Skyline em 1957, com cada geração adotando as tecnologias mais avançadas da época. Além do ProPILOT 2.0, o sedan premium vem com o novo sistema NissanConnect1, oferecendo uma ampla gama de serviços conectados.
As versões movidas a gasolina são equipadas com um motor V6 twin-turbo 3.0 litros V30, e o novo modelo 400R do modelo é o mais potente Skyline já construído na fábrica. Uma versão híbrida também está disponível.
"O Skyline é um símbolo da tecnologia da Nissan e, aos 62 anos, tem a mais longa história de qualquer modelo da Nissan", afirmou Asako Hoshino, vice-presidente executivo da Nissan. “Com as mais recentes tecnologias avançadas, incluindo o ProPILOT 2.0, o novo Skyline oferece aos clientes uma experiência de condução ainda mais emocionante e confiante.”
O mais novo Skyline é um destaque da Nissan Intelligent Mobility, a abordagem da empresa para mudar a forma como os carros são movidos, impulsionados e integrados à sociedade - projetados para levar as pessoas a um mundo melhor.

Concebido para a condução em autoestrada2 de rampa em rampa (ramp-rampa), o ProPILOT 2.0 engata no sistema de navegação do veículo para ajudar a manobrar o veículo de acordo com um trajecto predefinido em estradas designadas. Pela primeira vez, o sistema também permite a condução sem acionamento3 enquanto navega em uma única pista.
Para ativar essas novas funções, os motoristas devem primeiro definir seu destino no sistema de navegação, criando uma rota de viagem predefinida.
Quando o carro entra na rodovia, o recurso de condução navegada do sistema fica disponível. Após a ativação, ele ajudará o motorista a viajar em uma rodovia de várias faixas - ajudando a ultrapassar passagens, desvios de faixas e saídas de pista - até alcançar a saída da rodovia predefinida.
O novo ProPILOT também permite a condução sem intervenção enquanto navega em uma determinada faixa. Quando o veículo se aproxima de uma estrada, ou quando a passagem de um veículo mais lento é possível, o sistema julga a temporização apropriada de ramificação ou passagem, com base nas informações do sistema de navegação e na detecção de 360 ​​graus. O motorista recebe orientação intuitiva de áudio e visual e é solicitado a colocar as duas mãos no volante e confirmar o início dessas operações com um interruptor.
Um sistema de monitoramento na cabine confirma continuamente que a atenção do motorista está na estrada quando o ProPILOT 2.0 está em uso. Se o motorista não responder a um alerta enquanto estiver dirigindo, o sistema acenderá as luzes de perigo e reduzirá a velocidade do veículo até que ele pare. Um serviço de chamada SOS estabelece automaticamente uma conexão de áudio para um operador de centro de atendimento dedicado para assistência de emergência.
O ProPILOT 2.0 é um recurso padrão para todas as classes HYBRID 2WD e 4WD. Equipado com 359 cavalos de potência combinados (motor VQ35HR-HM34 mais sistema híbrido), o Skyline é um impressionante pacote tecnológico total da Nissan.
Novo design
O design exterior renovado da frente comunica a desportividade do horizonte e inclui a grelha V-Motion, da marca Nissan. Exibido de forma proeminente no centro da grade está o radome frontal, que integra um sensor de radar usado com o ProPILOT 2.0 e o emblema da Nissan. A parte traseira apresenta um redesenho elegante e a reintrodução das lâmpadas de combinação de quatro círculos icônicas do Skyline, tratadas com iluminação de LED completa.
Para o interior, a Nissan melhorou ainda mais a funcionalidade e a sensação de qualidade condizente com um sedã esportivo avançado. As versões HYBRID são a primeira Nissan no Japão a adotar um display de heads-up colorido. Os recursos dedicados do ProPILOT 2.0 incluem um grande Display de Assistente de Unidade Avançado de 7 polegadas na pilha de medidores.
O novo Skyline vem em 10 cores exteriores. A nova cor Carmine Red, exclusiva das classes 400R e SP, cria um forte contraste entre luzes fortes e sombras profundas, dependendo do ângulo da luz que atinge o carro. O 400R oferece superfícies de alumínio exclusivas, pesponto vermelho no volante e nos pontos de contato do passageiro, além de acabamento acolchoado nos assentos do balde.
Motor V6 twin-turbo de 3.0 litros
O motor twin-turbo V6 de 3,0 litros do motor a gasolina da Skyline (VR30DDTT) estabelece um equilíbrio entre desempenho impressionante e capacidade de resposta refinada, oferecendo o prazer de dirigir um sedan esportivo premium. Um motor elétrico é montado no sistema de distribuição de válvulas, o controle eletrônico de comando de válvulas variável (VTC), aumentando a velocidade do acelerador para tempos de resposta aprimorados. Além de aumentar o desempenho, isso permite que o motor opere de forma mais eficiente através de um controle mais próximo da combustão do cilindro.
Um sistema otimizado de duplo turbo melhora a entrega de energia, permitindo respostas suaves e imediatas sob aceleração, ao mesmo tempo em que ajuda a eficiência. Um projeto refinado da lâmina da turbina ajuda o motor a gerar um desempenho geral maior, com velocidades mais rápidas de rotação da turbina, permitindo uma resposta imediata do sistema twin-turbo.
Os engenheiros desenvolveram um sistema intercooler refrigerado a água para melhorar ainda mais o desempenho e a eficiência. Ele resfria rapidamente o ar que entra no sistema twin-turbo, reduzindo o atraso do turbo e permitindo uma aceleração mais imediata. O resultado secundário é um sistema de resfriamento que é mais compacto - o que significa um caminho de fluxo mais curto para a entrada de ar no turbocompressor para permitir uma resposta mais rápida do motor.
O novo processo de revestimento de cilindro cilíndrico da Nissan aumenta ainda mais a eficiência mecânica. A tecnologia de revestimento com espelho reduz o atrito mecânico, permitindo que os pistões se movam mais livremente nos cilindros.
Um novo coletor de escape integrado, embutido na cabeça do cilindro, permitiu que os engenheiros posicionassem o catalisador mais próximo do ponto de exaustão. Isso resulta em um caminho de fluxo mais curto para os gases de exaustão quentes, permitindo que o conversor catalítico aqueça quase instantaneamente e reduzindo as emissões de uma partida a frio.
O novo Nissan Skyline vem em quatro classes: GT, GT Tipo P, GT Tipo SP e 400R. A classe 400R possui 400 cv a 6.400 rpm e torque máximo de 475 Nm a 1.600-5.200 rpm. As opções adicionais de powertrain incluem uma versão de 300 hp do motor VR30DDTT para o motor não-400R, e o motor VQ35HR-HM34 para as versões do sistema HYBRID.


Suspensão e direção

A nova suspensão dinâmica inteligente (IDS) oferece um controle preciso da força de amortecimento da suspensão, correspondente ao cenário de direção. Ao reduzir as vibrações transferidas através da estrutura do veículo, permite aos condutores experimentar uma excelente estabilidade operacional durante uma condução animada e um conforto de condução impressionante.
O Direct Adaptive Steering (DAS) melhora a capacidade de resposta e melhora a rastreabilidade da linha, ao mesmo tempo que minimiza a sensibilidade da direção em velocidades baixas a médias. Isso resulta em melhor conforto de direção em velocidades de cidade e resposta de direção previsível em velocidades de rodovia.



NissanConnect

Um sistema atualizado NissanConnect oferece uma ampla gama de recursos e serviços. As atualizações automáticas de mapas Over-The-Air (OTA) reduzem o tempo e o incômodo necessários para atualizar os mapas de navegação. O sistema Door to Door Navigation integra o sistema de navegação do carro ao smartphone do motorista, permitindo uma orientação direta do local original do motorista até o destino final, mesmo depois de sair do carro.
O recurso “Docomo in Car Connect” permite acesso Wi-Fi no carro, eliminando o uso de dados do smartphone durante a condução4. O sistema também oferece alertas personalizáveis ​​por meio de um aplicativo de smartphone. Os alertas incluem velocidade do veículo, alerta de toque de recolher (com notificação disponível ao motorista antes do alerta) e configuração de limites geográficos. As famílias são capazes de monitorar seus entes queridos, como novos motoristas ou idosos, para garantir sua segurança e responsabilidade na estrada.
Os preços de varejo recomendados para o novo Nissan Skyline no Japão partem de 4.274.640 ienes.


1 Requer assinatura.
2 Uma via expressa nacional, conforme prescrito pela National Expressway Act. Uma estrada limitada, conforme prescrito pelo Road Act.
3 O recurso de desativação não está disponível em estradas com trânsito nos dois sentidos, em túneis, estradas sinuosas, áreas de pedágio, faixas de fusão ou áreas com número decrescente de faixas, e em áreas onde é necessário controle manual. Ao entrar em uma seção da estrada onde a condução sem acionamento não está disponível, o sistema alertará o motorista com antecedência para que o motorista possa assumir o controle manual da direção.
4 Requer assinatura do Docomo.





A Nissan Motor Co. revelou uma nova versão de seu sedã esportivo Skyline, acrescentando a tecnologia de condução autônoma mais avançada da montadora, bem como elementos de design compartilhados com modelos como o cupê esportivo GT-R.
O automóvel, a primeira grande estreia do Nissan no Japão desde a prisão e expulsão do ex-presidente Carlos Ghosn, permitirá que os motoristas tirem suas mãos do volante nas rodovias, além de oferecer serviços conectados.
A Nissan está enfrentando uma enorme pressão para reavivar seus negócios após um escândalo de inspeção de carros, a exposição de más práticas de governança corporativa e um ano em que obteve o menor lucro operacional em uma década. Hiroto Saikawa, diretor executivo da montadora de Yokohama, está gastando o equivalente a US $ 440 milhões nos próximos três anos para apresentar mais de 20 novos produtos e atualizar os principais modelos.
No caso do Skyline, a atualização toma parte da forma de um retorno à tradição. Uma iteração anterior do carro, lançada em 2013, foi vendida no mercado japonês com o emblema Infiniti, mas alguns fãs perderam o clássico enfeite de capô da Nissan. Isso foi restaurado no novo modelo.
Em um movimento à parte, a Nissan decidiu no início deste ano transferir sua divisão de carros de luxo Infiniti de volta para o Japão a partir de Hong Kong, integrando-a às funções globais de design, pesquisa e desenvolvimento e fabricação. O movimento foi uma reversão da estratégia de Ghosn para posicionar a Infiniti mais perto da China para explorar o crescimento do mercado, que teve sucesso limitado.
Ghosn, preso em novembro em Tóquio por alegações de má conduta financeira, está livre sob fiança enquanto se prepara para um julgamento que provavelmente começará no próximo ano. O ex-presidente da aliança entre a Nissan, a Renault SA e a Mitsubishi Motors Corp. negou todas as acusações contra ele.
A versão híbrida do novo Skyline, disponível nas versões de tração nas duas e quatro rodas, incluirá a versão mais recente da Nissan do ProPilot como um recurso padrão. A tecnologia autônoma oferece funções de mudança de faixa e monitoramento do motorista. Uma conexão móvel permitirá que um operador contate os ocupantes, além de oferecer mapas atualizados e Wi-Fi no carro.
Na tentativa de capturar um pouco da magia do GT-R, que surgiu a partir de versões anteriores do Skyline, o novo sedan tem uma grade frontal que lembra a dianteira do icônico esportivo da Nissan. Além disso, o Skyline apenas de gás apresenta o motor V6 twin-turbo V6 de 3,0 litros da Nissan, com uma versão afinada capaz de 400 cavalos de potência.
Embora o Skyline seja um dos principais modelos da Nissan, a montadora espera vender apenas cerca de 200 dos novos veículos por mês, dada a menor demanda por sedans de médio porte. Os carros serão vendidos por cerca de US $ 45.000 e US $ 52.000 (5,5 milhões de ienes para 6,3 milhões de ienes), dependendo do modelo.
Fora do Japão, o Skyline é vendido como o Infiniti Q50 e compete com os sedans da Mercedes-Benz e BMW AG da Daimler AG.

segunda-feira, 15 de julho de 2019

Buemi conquista primeira vitória para a Nissan na Fórmula E



NOVA YORK A Nissan teve sua primeira vitória no campeonato 100% elétrico de rua de Fórmula E, com Sébastien Buemi liderando de ponta a ponta no E-Prix de Nova York deste último sábado, 13 de julho.
A vitória foi mais um marco para a Nissan e.dams depois de, na manhã do sábado, ter quebrado o recorde do maior número de pole positions feitas por uma única equipe em uma temporada da Fórmula E (6). Além de quebrar o recorde no número de participações na Super Pole por uma única equipe em uma temporada (15).
Buemi foi o mais rápido em seu grupo de qualificações, surpreendeu seus rivais na Super Pole, conquistou o primeiro lugar no grid com 0,412 de segundo de vantagem e liderou cada volta da corrida até chegar à vitória na penúltima rodada do Campeonato ABB FIA de Fórmula E.
Nem mesmo uma atuação do carro de segurança na última parte da corrida conseguiu conter Buemi em sua busca obstinada pela bandeira quadriculada.
Este é o quarto pódio conquistado sucessivamente pela Nissan e.dams e o terceiro consecutivo para Buemi. Nas duas últimas rodadas, o piloto havia terminado a prova em segundo lugar, em Berlim (Alemanha), e em terceiro, em Bern (Suíça).
Agora o Buemi acumula 13 vitórias na Fórmula E e 15 pole positions – ambos recordes para o campeonato. Inacreditavelmente, a Nissan e.dams se tornou a nona equipe diferente a vencer na Fórmula E nesta temporada.
A Nissan e.dams assumiu o terceiro lugar no ranking do campeonato de equipes e Buemi está agora em quarto na corrida pelo título dos pilotos, antes da realização da última prova, no domingo. O piloto suíço da Nissan ainda está matematicamente na briga pelo título do campeonato de pilotos, mas precisa conquistar a pole, vencer a prova e torcer para que seus três rivais que estão na frente não pontuem na rodada final do domingo.
"Tivemos pole positions, tivemos pódios, mas finalmente obter a vitória e ver a Nissan no degrau mais alto do pódio é algo que não esquecerei para o resto da minha vida", afirmou o diretor mundial de esportes a motor na Nissan, Michael Carcamo.
"A equipe trabalhou muito e merece este resultado. Todos na Nissan, na e.dams e na NISMO deram o máximo de si e estamos extremamente contentes por isso".
"Queremos dedicar esta vitória ao diretor da equipe Nissan e.dams, Jean-Paul Driot, que tem enfrentado problemas de saúde neste ano. Adoraríamos que ele também estivesse aqui neste fim de semana, mas tenho certeza de que ele está muito contente com o resultado".
A rodada final da quinta temporada do Campeonato de Fórmula E será disputada no domingo, no circuito de rua montado no Brooklyn.
A Nissan está usando a Fórmula E para demonstrar a potência e a performance de sua tecnologia de veículos elétricos, que têm um papel-chave na visão Nissan Intelligent Mobility da montadora.
O novo Nissan LEAF e+, veículo elétrico da marca que é campeão de vendas em todo mundo, está agora disponível nos mercados europeus e, assim como o Gen2, o carro da Fórmula E de segunda geração, oferece mais potência e mais autonomia do que seu precursor.
Aproveitando a realização do E-Prix de Nova York, na última sexta-feira, a Nissan organizou o evento CONVERGE para estimular um diálogo provocativo sobre o futuro da tecnologia no centro cultural Pioneer Works, no Brooklyn. Líderes da indústria marcaram presença no debate sobre como a última prova da temporada no domingo será amplificada e eletrificada por meio de tecnologias inovadoras e design de vanguarda.
COMENTÁRIOS DOS PILOTOS
Sébastien Buemi
"Fiquei bastante emocionado, pois esperei mais de dois anos para conquistar uma nova vitória. Queria muito vencer neste sábado para o diretor da equipe Nissan e.dams, Jean-Paul Driot, que não tem estado bem de saúde recentemente. Por isso, dedico esta vitória a ele".
"O carro de segurança acabou me ajudando. No início da corrida, minha equipe havia dito que estávamos indo bem em termos de gestão da energia em comparação com os demais pilotos que vinham atrás de mim. No final foi como em Roma e eu tive que desacelerar um pouco para cruzar a linha de chegada após o limite de 45 minutos, para não ter que fazer mais uma volta".
"Estamos na briga pelo campeonato, mas será difícil nas qualificações, pois estaremos no grupo um. Não será fácil, mas a pista será a mesma, as condições serão as mesmas e, por isso, vamos dar o máximo e ver o que acontece".
"Quero expressar meu grande agradecimento aos meus companheiros na equipe Nissan e.dams. Temos trabalhado de forma muito próxima desde o início desta temporada e estou muito feliz com a contribuição de todos".
Oliver Rowland
"Cometi um erro na minha volta de qualificação, e paguei um preço por isso no final. Comecei a fazer bons progressos e meu ritmo na corrida foi forte".
"Atravessei o pelotão e cheguei até o 11º lugar, mas o Edoardo Mortara bateu no meu nariz e me jogou contra o muro, o que casou alguns danos ao carro".
"Eu poderia ter terminado em sexto ou sétimo se não fosse por isso. Sei que meu carro é rápido, porque fui o mais veloz no segundo treino e agora temos outra chance para fazer isso de novo no domingo".

"O Sébastien teve uma atuação brilhante neste sábado e estou realmente feliz pela equipe – espero que no domingo seja minha vez".

O chefe de produto do Nissan GT-R não sabe como será seu sucessor



Esperamos por notícias sobre o próximo GT-R desde sempre, mas a Nissan ainda não vai mostrar suas cartas; pelo menos é o que o principal especialista em produtos do modelo diz.

Hiroshi Tamura é o homem responsável pelo R35 GT-R desde que o carro era um mero conceito, então se você está procurando informações sobre o seu sucessor, ele é basicamente o seu cara.
Em um bate-papo com o Top Gear, Tamura-san foi perguntado se o novo 2020 GT-R Nismo é o último sucesso do R35.
“É final? Hmmm ”, diz Tamura-san. “A resposta conservadora tradicional é‘ não posso te dizer ’… mas não sei qual será nossa próxima missão, nossa próxima missão.”

Parece que a Nissan ainda precisa decidir qual será o próximo GT-R, o que é um pouco desanimador. Mas a última atualização de 2020 também certificou o R35 GT-R para os próximos regulamentos de emissões, o que significa que a montadora ainda tem tempo de sobra para se decidir. E desde que a lista de espera para o modelo atual se estendeu para mais de 18 meses, por que se apressar?
"A resposta simples é" por que não tentar um modelo do ano 2022 ou 2023 [GT-R]? "", Diz Tamura-san. Então, ele coloca a mão no peito. “No meu coração, já estamos dando início às opções para o próximo passo. Nós já temos o feedback. ”
O atual Godzilla está no mercado desde dezembro de 2007. São 11 anos e meio, o que é extraordinário para qualquer carro hoje em dia, não importa um cupê de desempenho que enfrente uma forte concorrência.

Nissan marca 50 anos desde o desembarque da lua com novo anúncio


sábado, 13 de julho de 2019

2001 Nissan Skyline R34 GT-R V-Spec 2, somente 1885 unidades dele foram produzidas






Fairlady Z-T (tipo S31)


O SUV que surpreendeu a concorrência



O Volkswagen T-Cross passou quase todo em junho registrando um crescimento impressionante, e deixando adversários para trás. Porém, nos últimos dias do mês, foi outro SUV compacto que disparou, e acabou surpreendendo a concorrência: o Renault Captur.

O modelo conseguiu o melhor resultado de sua carreira de cerca de dois anos. Ele foi o quinto SUV mais vendido do País. Considerando apenas os compactos – grupo que não inclui o segundo colocado, Compass, que é médio – o Captur foi o quarto mais emplacado. Com isso, ele deixou para trás não apenas o T-Cross e o EcoSport – o SUV da Ford tradicionalmente aparece à frente do Renault. O Captur vendeu mais também que o HR-V.

É fato que a vantagem do Renault foi de apenas uma unidade – 3.898, ante as 3.897 do Honda. Isso configura um empate técnico. Porém, quando o assunto é ranking, o Captur conseguiu ficar uma posição à frente. Também chamou a atenção o Duster. Ele não conseguiu superar o HR-V, mas ficou à frente de Tiguan e EcoSport.

Mitsubishi Eclipse Cross 'Black Edition'