terça-feira, 2 de outubro de 2018

Mercedes e Nissan planejam aumentar gastos nos USA para atender novas regras de comércio

Mercedes produces cars in the US but imports many of its engines and other core parts from Europe © AFP
As montadoras devem obter 75% das peças em veículos norte-americanos de dentro dos USA.

Tanto a Mercedes-Benz quanto a Nissan planejam investir mais nos EUA para cumprir as novas regras de comércio, disseram os chefes das duas montadoras na terça-feira.Dieter Zetsche, executivo-chefe da Daimler e Carlos Ghosn, presidente da Nissan, disseram eles precisariam entrar em sintonia com as novas medidas que determinam que proporção de componentes em um veículo pode ser importada de outra região. Após meses de negociações, os EUA, Canadá e México concordaram no domingo em um acordo comercial que substitui o Nafta, o 25º. pacto comercial entre os três países. De acordo com as novas regras, os fabricantes de automóveis devem obter 75 por cento das peças em seus veículos norte-americanos de dentro da região, acima do nível atual de 62,5 por cento.Enquanto isso não afeta as grandes montadoras americanas, as regras provavelmente afetarão os fabricantes internacionais que despacham motores ou outras partes de seus países de origem.