segunda-feira, 8 de outubro de 2018

FCA vende mais que a Ford pela primeira vez em 11 anos

Jeep e RAM alavancaram vendas do grupo, mas Fiat e Chrysler agonizam; Ford diminuiu operação com carros de passeio e vendas caíram nos EUA


A FCA conseguiu vender mais que a Ford nos Estados Unidos pela primeira vez em 11 anos. O resultado positivo veio com o bom rendimento das marcas Jeep e RAM, e ajudaram a FCA a conseguir alta de 15% nas vendas. Ao todo foram entregues 199.819 veículos, ante 197.404 unidades da Ford.

Nas vendas de varejo, a FCA já bateu a Ford em cinco meses desse ano. Segundo analistas do mercado americano, a queda nas vendas da Ford em setembro era esperada, já que a marca começou a parar de vender sedãs e hatches. A própria Ford minimizou a vitória da FCA. “Houveram meses em que batemos a GM e não nos exaltamos, é uma questão de tempo”, disse o Vice-presidente de marketing da Ford, Mark LaNeve.

A GM, aliás, viu suas vendas caírem 11,1% entre julho e setembro. A fabricante não revela mais seus números de venda. Todas as marcas do grupo registraram queda nas vendas no período. A FCA, por sua vez, aumentou em 10% duas vendas no quadrimestre ante o mesmo período do mesmo passado. A Ford perdeu 3,5%.
Na General Motors um dos motivos para as perdas foi a mudança de ano/modelo da picape Silverado, sua campeã de vendas. A transição deixou um “buraco” nas ofertas das concessionárias, algo que deve se normalizar nos próximos meses.

Furacões

Para a Ford, a queda em relação ao 2017 ocorreu por eventos específicos do ano passado. Os furacões Florence e Harvey forçaram uma onda de compra de novos carros, para substituir os destruídos pela natureza exatamente em setembro de 2017.
No entanto, nem tudo são flores para a FCA. Chrysler e Fiat – os pilares do grupo -, continuam com problemas e vendas em baixa. A Chrysler caiu 7% em setembro e já acumula 12% de perda nas vendas no ano. A Fiat viu suas vendas caírem nada menos que 43% nos primeiros nove meses de 2018.