quinta-feira, 11 de outubro de 2018

CEO da VW alerta para possível crash na indústria automobilística por conta dos EV's




Nós realmente não podemos dizer que estamos surpresos com isso.
Parece que a história da Volkswagen muda a cada dia. A montadora tem anunciado seu mergulho em veículos elétricos por anos e ainda tem pouco a mostrar para isso. O escândalo da Dieselgate lançou uma luz adicional sobre os esforços da montadora, bem como a velocidade com a qual ela iria avançar com sua enorme ofensiva de EV. Um anúncio após o outro, mas não muito se concretizou. Sem mencionar as mudanças no planejamento, atrasos e negatividade esporádica em relação aos veículos elétricos.

Se você seguir o segmento, provavelmente está ciente de que a Europa tem o objetivo de reduzir as emissões de carbono e promover a adoção de VE, iniciando leis mais rigorosas. O parlamento estava objetivando uma redução de 40% nas emissões, enquanto a indústria automobilística alemã pressionava por 30%. Agora, o objetivo foi estabelecido em uma redução de 35% até 2030.Não é surpresa que as montadoras alemãs façam o que puderem para empurrar o gol a seu favor e estender o prazo o máximo de tempo possível. Construir carros elétricos não é fácil e vai custar-lhes mais dinheiro.Enquanto a Volkswagen tem divulgado notícias constantes sobre como está a bordo dos veículos elétricos e o grupo automotivo pretende ter milhões de carros elétricos nas ruas até 2025, seu CEO Herbert Diess parece liderar os esforços contra os requisitos potenciais de redução de emissões. Além disso, ele está indo tão longe a ponto de tentar nos convencer de que toda a indústria automotiva pode cair e 100 mil empregos podem ser perdidos. Diess disse (Süddeutsche Zeitung via Electrek):A transformação em velocidade e impacto é difícil de administrar. […] Tal indústria pode quebrar mais rápido do que muitos acreditam.