segunda-feira, 8 de outubro de 2018

A assistência do ProPILOT da Nissan ganha elogios por manter o condutor envolvido

2019 Nissan Leaf


Consumer Reports esta semana avaliou quatro diferentes sistemas de condução automatizada em um novo conjunto de critérios e você pode se surpreender com os resultados. Tenho certeza de que você viu as manchetes, "Sistemas SuperCruise da Cadillac estão acima da Tesla" ou algo semelhante. O que você pode não ter notado é por que e por que o ProPILOT Assist da Nissan está bem atrás de Tesla.

Segurança e facilidade de usoPela primeira vez, a Consumer Reports considerou o envolvimento do motorista como parte de seus rankings. "Nossos testes foram projetados para determinar o desempenho de cada sistema, não apenas na tarefa de controlar e controlar a velocidade de um carro, mas também em ajudar os motoristas a prestar atenção na estrada quando os sistemas estão ligados".O envolvimento do motorista é fundamental, porque se houver um problema, o motorista pode rapidamente tomar medidas para corrigi-lo. Muitos dos acidentes críticos que envolveram a condução automatizada ocorreram enquanto o motorista dormia, lia ou assistia a outra tela. Enquanto o SuperCruise da Cadillac chegou em 1º, o Tesla ficou em 2º e o ProPILOT Assist da Nissan ficou em 3º lugar. De acordo com o Consumer Reports, “o piloto automático obteve uma pontuação alta por suas capacidades e facilidade de uso, enquanto o sistema da Nissan foi melhor para manter os motoristas engajados”.Consumer Reports tomou conhecimento do problema e decidiu que era hora de dar uma olhada séria no assunto. "A CR acredita que é uma distinção importante, porque a pesquisa mostra que, quando esses sistemas são acionados, os motoristas podem prestar menos atenção e se tornar excessivamente dependentes da direção automatizada e do controle de velocidade".O sistema ProPILOT Assist encontrado no Infiniti QX50 e no Nissan Leaf foi concebido para funcionar apenas se o condutor mantiver ambas as mãos no volante. Ele é projetado para ajudar a tornar a direção mais fácil e menos estressante, mas não substitui totalmente o motorista. "Estamos preocupados com o excesso de confiança do motorista no sistema", diz Andy Christensen, especialista em tecnologia líder em tecnologia, planejamento e pesquisa da Nissan. "Ao aumentar muito o controle do veículo, você pode acabar em uma situação em que o cliente não entende seu papel na direção".


O ProPILOT Assist deixa bem claro que é um sistema “hands on” e não um recurso “autônomo”. Os sensores no volante asseguram que você esteja segurando a roda. Também avisa o motorista que o sistema ProPILOT Assist não está equipado para lidar com curvas acentuadas, mau tempo que possa obscurecer as marcações de pista ou construção de estradas que alteram as faixas de tráfego. Na verdade, o ProPILOT Assist não permite que você use o sistema na chuva.

torquenews