segunda-feira, 24 de setembro de 2018

A indústria se reinventa

“O universo digital vai muito além do e-commerce. Muitas possibilidades vão surgir e teremos a ajuda da tecnologia para criarmos um padrão de consumo e planos cada vez mais direcionados. O céu é o limite”.

O setor brasileiro de peças, definitivamente, não quer ficar para trás. Fabricantes de itens automotivos e industriais já deram o primeiro passo rumo à digitalização. Para eles, a transformação já começou

Impulsionar negócios, fortalecer a marca no cenário eletrônico e melhorar a comunicação com consumidores têm sido preocupações constantes da indústria brasileira. Essas questões serviram de trampolim para que fabricantes de itens automotivos e industriais alcançassem um novo patamar no mercado: a transformação digital, enfim, já está inserida no setor de peças.

Companhias de todos os portes, entre elas Bosch, SKF, Nakata e MTE-Thomson, já implementaram soluções digitais que têm contribuído com todas as pontas da cadeia.

Entre as soluções adotadas pelas companhias, destacam-se a digitalização dos catálogos, que, agora, passam a ser eletrônicos com todos os dados técnicos e de aplicação unificados pelo código da peça; portais exclusivos da marca, que conectam estoques de distribuidores e de varejistas de todas as regiões do País; e ações para fortalecer a empresa no ambiente virtual.

Para Sergio Montagnoli, diretor de marketing e vendas da Nakata, o futuro do setor será definido por soluções que, a cada ano, chegam para otimizar o trabalho de todos da cadeia industrial.

“O universo digital vai muito além do e-commerce. Muitas possibilidades vão surgir e teremos a ajuda da tecnologia para criarmos um padrão de consumo e planos cada vez mais direcionados. O céu é o limite”, diz Montagnoli.


Blog Canal da Peça