terça-feira, 15 de maio de 2018

Toyota admite que tinha design "sem graça" no passado

Toyota Corolla PHEV e C-HR BEV

Se você acha que os carros da Toyota tem design simples, entediante ou ultrapassado desde sempre, não se preocupe. A fabricante concorda. Por sorte, eles finalmente seguirão em uma nova direção, graças ao uso da nova plataforma Toyota New Global Architecture (TNGA) e uma abordagem inédita ao desenhar seus carros.
Falando com a GoAuto sobre o processo de design, Kevin Hunter, presidente do estúdio Calty Design Research, admitiu que a Toyota tinha um design "bem sem graça" no passado. A Calty Design Research é a responsável pela reforma no visual da Toyota. Inclusive foi uma das responsáveis pelas linhas do SUV compacto C-HR, do conceito FT-1 que antecipa o novo Supra e o Lexus LC.

Ele também falou que o processo anterior de design começava depois que a engenharia determinasse algumas coisas, servindo de base para a equipe visual. Isso criou problemas pois, como todos sabem, design e engenharia não costumam se dar bem na hora de criar um veículo.


Hunter admitiu que há dois motivos pelos quais a Toyota fazia carros sem graça. O primeiro é que a marca queria agradar todo mundo, o que resultava em carros bem medianos - nada realmente extraordinário. A outra razão apontada por Hunter é a política organizacional de chegar a um consenso. Com tantos pensamentos e opiniões vindo de pessoas diferentes, eles tinham que se comprometer para agradar a todos, decidindo por designs medianos.

 

Felizmente, a nova diretriz vinda diretamente de Akio Toyoda, presidente da Toyota, diz que a opinião dos designers é mais importante no processo de decidir como será o visual do carro. E a ordem é não criar mais desenhos tediosos ou simples.

Toyota Corolla Hatchback 2019: Primeiras impressões

Isso não seria possível sem a plataforma TNGA. Segundo Hunter, os designers precisam que os carros tenham boas proporções para conseguirem criar um bom desenho. A base TNGA permite isso, graças ao seu centro de gravidade mais baixo, carroceria mais firme, nova suspensão e maior uso de aços de alta-resistência.

“A TNGA também dá mais liberdade ao design, permitindo que o caimento do teto e o capô sejam mais baixos, o que resulta em modelos com visual diferenciado e proporções mais atraentes,” explica o designer. A TNGA é a base da maioria dos carros da Toyota que já possuem linhas mais bonitas, como o C-HR, Camry, Prius, Lexus UX, Lexus US e a nova geração do RAV4. 

Fonte: Go Auto