segunda-feira, 14 de maio de 2018

Nissan diz não haver interesse em fusão com a Renault





A Nissan diz que não tem interesse em uma fusão com a parceira Renault, apesar do governo francês aparentemente pressionar exatamente por isso.
Falando com a Nikkei Asian Review no recente Salão Automóvel de Pequim, o director-executivo da Nissan, Hiroto Saikawa, indicou que a fusão das duas montadoras não faria sentido.“Não vejo mérito [em fundir]. Eu acho que teria efeitos colaterais ”, disse Saikawa.“O objetivo da aliança é manter seus membros independentes e maximizar o crescimento de cada um. [Esse arranjo] produz sinergias em áreas como desenvolvimento e produção ”, acrescentou ele.O governo francês possui uma participação de 15,1 por cento na Renault e está supostamente pressionando por uma fusão com a Nissan para expandir a indústria automotiva do país. A existente Renault-Nissan-Mitsubishi Alliance vê a Renault detendo uma participação de 43,4 por cento na Nissan, enquanto a Nissan tem uma participação de 15 por cento na Renault e 34 por cento na Mitsubishi.Embora a Nissan não queira se fundir com a Renault, o executivo-chefe da Alliance, Carlos Ghosn, disse recentemente à imprensa que "todas as opções estão abertas" em relação a essa questão.Enquanto isso, a incerteza sobre o relacionamento entre as duas empresas teve um impacto negativo nos preços das ações nos últimos dias.O futuro da Renault e da Nissan, seja ela qual for, provavelmente ficará claro na reunião geral anual do Groupe Renault em Paris no próximo mês.